Boa vitória

Jogadores do Brasil comemoram ponto sobre a Polônia

A seleção brasileira masculina de vôlei começou a terceira semana da Liga Mundial com grande resultado. Nesta sexta-feira (01.07), a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho bateu a atual campeã mundial, Polônia, por 3 sets a 0 (30/28, 25/21 e 25/16), em 1h33 de partida, no Palais des Sports Jean Weille, em Nancy, na França.

O time brasileiro, que agora soma seis vitórias em sete jogos, já volta à quadra neste sábado (02.07) para mais um duelo difícil. Desta vez, o adversário será a Bélgica, sexta colocada na tabela, às 10h (Horário de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV. O Brasil está em segundo lugar, atrás, apenas, da Sérvia.

Nesta tarde, o oposto Wallace foi o maior pontuador da partida, com 14 acertos (10 de ataque e quatro de bloqueio). Mas, com uma distribuição homogênea do levantador Bruninho, todo o grupo pontuou bem na vitória sobre os poloneses. Os centrais Lucão e Maurício Souza marcaram 11 pontos cada um. O ponteiro Lucarelli aparece na sequência, com 10 pontos, e o ponteiro Maurício Borges fez oito.

Com a vitória garantida, Lucarelli aprovou o desempenho da seleção brasileira, especialmente quando precisou, e conseguiu, buscar o resultado no primeiro set.

“Foi um começo de jogo um pouco tenso, não começamos tão bem, mas o grande valor desse jogo foi a paciência que tibemos. Soubemos correr atrás do resultado, principalmente no primeiro set, quando estávamos atrás no placar, e isso foi muito positivo. Mostra a maturidade da equipe como um todo”, comentou Lucarelli.

O ponteiro da seleção brasileira valorizou ainda mais o resultado conquistado nesta sexta-feira. “As inversões nos ajudaram bastante nessa partida e todo o grupo foi bem. Além de tudo, e essa vitória por 3 sets a 0 nos ajuda muito na classificação para a Fase Final”, disse Lucarelli.

As finais serão realizadas em Cracóvia, na Polônia, entre os dias 13 e 17 de julho. Apenas cinco seleções – mais a equipe da casa – chegam para seguir na disputa da medalha de ouro.

O Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial, com nove títulos (1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010) e entra nesta 27ª edição da Liga Mundial na busca pelo décimo. Além disso, a seleção brasileira é recordista de pódios da competição: subiu em 19 das 26 edições, tendo nove medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze.

O JOGO

A Polônia começou melhor e logo abriu 4/1. O Brasil buscou e chegou ao ponto de empate em 4/4. Os poloneses voltaram a abrir em 9/6 e, com Lucarelli, a seleção brasileira encostou em 10/9. A vantagem adversária voltou a ser de três pontos em 16/13. No bloqueio de Lucão, 16/14. E, contando com erros do adversário, a equipe brasileira empatou em 16/16. O set seguiu com equilíbrio (19/19). A Polônia abriu dois (21/19) e Bernardinho pediu tempo. Com ponto de bloqueio de Wallace, tudo igual: 21/21. Os poloneses chegaram a 24/23 e Maurício Borges fez 24/24. O empate seguiu em 26/26. O Brasil assumiu o comando do marcador em 28/27. No final, melhor para a seleção brasileira, que venceu por 30/28.

O segundo set também começou bem disputado. Com Lucarelli pelo meio fundo, o Brasil fez 3/2. O time de Bernardinho ainda abriu 6/3 no bloqueio de Lucão. No ponto de saque de, o placar foi para 8/4. A seleção brasileira cometeu erros e os poloneses encostaram em 8/7. Bernardinho pediu tempo. O Brasil seguiu com erros e a Polônia fez 10/9. A equipe verde e amarela buscou o empate (13/13). Depois de uma bola bastante disputada, os poloneses fizeram 16/15. No bloqueio de Wallace, o time brasileiro passou a frente: 18/17. A reta final do set seguiu mais uma vez equilibrada (20/20). A partir desse momento, o Brasil abriu e, duas vezes seguidas com Lucão, uma no ataque e outra no bloqueio, fez 24/20. E, com Maurício Borges, o Brasil fechou em 25/21.

O Brasil abriu 2/0 logo no começo da parcial, e os poloneses encostaram em 5/4. O adversário, então, assumiu o comando do placar em 6/5. No ace de Lucão, a seleção brasileira voltou a frente no set: 8/7. Na volta do tempo técnico, o central acertou mais um saque (9/7). A equipe da Polônia voltou a pontuar e fez 10/9. Com Maurício Souza pontuando no saque, o Brasil marcou 13/11. No erro do adversário, a seleção de Bernardinho chegou a 16/14. Com mais um ponto de saque de Lucão, 17/14. A equipe verde e amarela abriu quatro de vantagem (19/15) e a Polônia pediu tempo. No bloqueio de Wallace, 20/15. Bem no bloqueio, o Brasil fez 22/15. E, no final, com ace de Lucarelli, o time brasileiro venceu por 25/16.

EQUIPES

BRASIL – Bruninho, Wallace, ´Lucão, Maurício Souza, Lucarelli e Maurício Borges. Líbero – Tiago Brendle
Entraram – Evandro, William
Técnico: Bernardinho

POLÔNIA – Kurek, Klos, Lomacz, Kubiak, Buszek e Bieniek. Líbero – Zatorski
Entraram – Konarski, Mozddzonek, Bednorz, Woicki
Técnico: Stephane Antiga

Jogos do Brasil na Liga Mundial

Rio de Janeiro (Brasil)

16.06 (quinta-feira) – Brasil 3 x 0 Irã (25/19, 25/16 e 28/26)
17.06 (sexta-feira) – Brasil 3 x 0 Argentina (25/21, 25/13 e 26/24)
18.06 (sábado) – Brasil 3 x 1 Estados Unidos (25/19, 25/15, 22/25 e 25/22)

Belgrado (Sérvia)

23.06 (quinta-feira) – Brasil 1 x 3 Sérvia (25/19, 15/25, 21/25 e 22/25)
24.06 (sexta-feira) – Brasil 3 x 1 Irã (25/18, 24/26, 25/16 e 25/17)
25.06 (sábado) – Brasil 3 x 0 Bulgária (25/14, 25/21 e 25/12)

Nancy (França)

01.07 (sexta-feira) – Brasil 3 x 0 Polônia (30/28, 25/21 e 25/16)
02.07 (sábado) – 10h – Brasil x Bélgica
03.07 (domingo) – 13h – Brasil x França

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro

Parceiros Oficiais