Brasil estreia em confronto de campeões olímpicos contra campeões mundiais

Publicado em: 01/06/2017 13:48

Um confronto de campeões marca a estreia do Brasil na Liga Mundial de vôlei 2017. Atual campeão olímpico, o time brasileiro fará sua primeira partida nesta sexta-feira (02.06) contra o atual campeão mundial, Polônia. O clássico será ás 12h (Horário de Brasília), na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália, e terá transmissão ao vivo dos canais SporTV. Esta será, também, a estreia do técnico Renan Dal Zotto no comando da seleção brasileira masculina de vôlei. 

O confronto é especial, com campeões dos dois lados. Na final contra a equipe brasileira, em 2014, os poloneses levaram a melhor no Campeonato Mundial, quando jogaram em casa. Também diante de sua torcida, o Brasil faturou o título dos Jogos Olímpicos em 2016, desta vez sobre a Itália. 

Na Liga Mundial, a equipe verde e amarela venceu cinco dos últimos sete jogos disputados contra a seleção da Polônia. Desta vez, porém, as duas equipes chegam modificadas. Com 10 campeões olímpicos, mas com quatro jogadores que estreiam na competição, o Brasil busca o décimo título, sendo o maior vencedor, com nove conquistados até então.

A missão de buscar o decacampeonato está sob o comando de Renan Dal Zotto, que substitui Bernardinho depois de 16 anos à frente da seleção brasileira. Com apenas duas semanas de treinamentos com o time completo, o novo treinador chega para a partida de estreia com os pés no chão.

“Nosso objetivo é realmente um crescimento jogo a jogo. Ganhar e perder faz parte da competição. Nós temos a condição de estar na Fase Final e, por isso, temos tempo para recuperar alguns jogadores que não vieram nessas duas primeiras etapas, e vamos poder testar alguns mais jovens que estão aqui conosco”, comentou Dal Zotto.

A seleção brasileira está na Itália com os levantadores Bruninho e Murilo Radke; os opostos Evandro e Renan; os centrais Lucão, Éder, Maurício Souza e Otávio; os ponteiros Lucarelli, Maurício Borges, Douglas e Rodriguinho, e os líberos Tiago Brendle e Thales. 

Renan Dal Zotto tira o favoritismo da seleção brasileira, destacando o grande equilíbrio que há no cenário internacional atualmente. 

“O Brasil tem chance de chegar em uma reta final muito bem. Essa é uma seleção sempre vista como uma das favoritas. Nós temos que faz jus a isso. Entrar sempre com força. Sabemos que o equilíbrio que existe hoje é notório. Podemos dizer que o Brasil é favorito ao lado de várias outras seleções, como Estados Unidos, Rússia, Polônia, Itália, Franca, Sérvia, além de outras como Argentina e Irã, que sempre chegam muito bem e são candidatas fortes”, destacou o treinador da seleção brasileira.

Se Renan tem a missão de substituir Bernardinho, o líbero Tiago Brendle também chega em uma situação semelhante. O jogador dá sequência ao trabalho antes desenvolvido por Serginho, considerado o ícone da posição. Brendle garante estar preparado.

“Com certeza, a função de líbero exige grandes responsabilidades. Soma-se a isto o fato de o Sérgio ter elevado o nível da posição e ter se tornado um fenômeno da função. Venho me preparando para este momento e, definitivamente, estou pronto. Estou focado para apresentar uma ótima performance nesta temporada de seleção, vencendo e adquirindo ainda mais experiência no circuito internacional”, concluiu Tiago Brendle.

O Brasil foi campeão da Liga Mundial nos anos de 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010.

LIGA MUNDIAL

Primeira etapa

SEXTA-FEIRA (02.06) – Brasil x Polônia, às 12h*, na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália – SPORTV 
SÁBADO (03.06) – Brasil x Irã, às 12h*, na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália – SPORTV
DOMINGO (04.06) – Brasil x Itália, às 9h*, na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália – SPORTV
* Todos no horário de Brasília

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro


Parceiros Oficiais