Brasil estreia na Fase Final com vitória sobre o Canadá

Publicado em: 04/07/2017 20:30

Foi dado o primeiro passo na Fase Final da Liga Mundial. Diante de cerca de 10 mil pessoas na estrutura do voleibol montada no Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba (PR), a seleção brasileira masculina de vôlei venceu a primeira das quatro partidas que pretende fazer nesta etapa até a conquista do décimo título do campeonato. Nesta terça-feira (04.07), a equipe comandada pelo técnico Renan Dal Zotto bateu o Canadá por 3 sets a 1 (25/21, 17/25, 25/19 e 25/19), em 1h54 de jogo.

O segundo compromisso do Brasil nesta Fase Final será na quinta-feira (06.07), às 15h05, contra a Rússia, em partida que terá transmissão ao vivo da Globo e do SporTV. As semifinais serão disputadas na sexta-feira (07.07) e a grande decisão será no sábado (08.07).

Na partida desta terça-feira, a seleção brasileira contou com bom desempenho do oposto Wallace, maior pontuador em quadra, com 18 acertos (15 de ataque, dois de bloqueio e um de saque). Após a partida, o jogador afirmou que os números não são o mais importante. “Ser o maior pontuador só vale se eu tiver uma boa eficiência e conseguir ajudar a equipe com isso”, destacou Wallace.

O oposto do Brasil também disse não ter enfrentado dificuldades para se acostumar com o fato de jogar em um estádio de futebol. “Na verdade, senti mais o frio do que as dimensões do estádio. A questão do saque é um pouco mais difícil, mas é uma questão de ambientação e nós conseguimos nos adaptar com os treinamentos e hoje vimos uma festa linda por aqui”, comentou Wallace.

Segundo o ponteiro Maurício Borges, o ponto principal do seu time na vitória de hoje foi saber corrigir os erros. “Começamos meio devagar, mas depois soubemos lidar com os nossos erros, ver o que estávamos errando, especialmente no segundo set, quando cometemos muitas falhas, e conseguimos sair com a vitória, que é o mais importante. Agora já é começar a estudar e pensar na Rússia”, disse Maurício Borges.

O técnico da seleção brasileira, Renan Dal Zotto, avaliou o desempenho do seu time e, principalmente, fez questão de elogiar o adversário.

“O Canadá faz um jogo de volume, de passe, defesa, toca no bloqueio e sai para rejogar. É um time que erra pouco. O nosso bloqueio demorou um pouco para funcionar. Eles têm um levantador que dificulta a nossa leitura de bloqueio e a distribuição dele é muito equilibrada. É realmente bastante difícil de marcar. Hoje, graças a boa postura da metade do jogo em diante, nós forçamos o erro deles e isso foi importante para a nossa vitória”, concluiu Dal Zotto.

Ainda nesta terça, acontecerá o confronto entre França e Estados Unidos. O Grupo J conta com Brasil, Canadá e Rússia, enquanto o Grupo K tem Estados Unidos, Sérvia e França.

O Brasil chega para a disputa da Fase Final depois de nove partidas e seis vitórias conquistadas na etapa de classificação. A seleção verde e amarela é a maior vencedora da Liga Mundial, com nove títulos, conquistados em 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010. Para a Fase Final da Liga Mundial, que vale o título de 2017 da competição, a venda de ingressos acontece através do link https://www.ingressoscap.com.br/.

O JOGO

O Canadá abriu o placar do jogo e ainda fez 3/0. Wallace abriu o placar para o Brasil. A seleção canadense abriu 6/2 e Renan Dal Zotto pediu tempo. No primeiro tempo técnico, vantagem do adversário em 8/3. A diferença no placar esteve em cinco pontos (11/6). Com Lucão, a seleção brasileira reduziu a desvantagem para 10/13. A diferença ainda caiu para apenas um quando Wallace, na largadinha, fez 14/15. Foi a vez do adversário pedir tempo. Na volta, ponto de saque do oposto e tudo igual no placar: 15/15. Lucão colocou o Brasil empatado em 19/19 e a equipe da casa assumiu o comando do placar em 20/19. No bloqueio de Lucarelli, a seleção brasileira chegou a 22/20. O Brasil ainda marcou 23/20. No final, com uma grande virada, o Brasil fechou em 25/21.

A seleção da casa saiu na frente e esteve no comando do marcador em 5/4. O marcador esteve igual em 8/8 e depois em 10/10. Os canadenses abriram vantagem em 13/10 e Renan Dal Zotto pediu tempo. O placar ainda foi a 16/12 favorável ao time visitante. Com ponto de saque, o Canadá abriu cinco de vantagem (18/13). O técnico da seleção brasileira parou mais uma vez o jogo com pedido de tempo. Com mais um ace, a seleção do Canadá marcou 21/14 e abriu boa vantagem no placar. Os visitantes seguiram bem, administraram a diferença e fecharam em 25/17.

Depois de boa defesa de Bruninho, o Brasil marcou 3/2. Com Lucarelli, 5/4. O Canadá assumiu o comando do placar em 7/6. No bom saque de Lucarelli, a equipe da casa chegou a 8/7. Os canadenses voltaram a passar a frente e quanto chegaram a 10/8, Renan Dal Zotto pediu tempo.  Os canadenses ainda fizeram 12/10. Com dois pontos seguidos de Wallace, um no ataque e outro no bloqueio, o Brasil deixou tudo igual no placar (12/12). A seleção visitante teve um de vantagem em 15/14. Com Wallace pontuando bem, a seleção brasileira chegou a 17/15. No bloqueio de Maurício Souza, 18/16. O Brasil ainda fez 19/16. A seleção brasileira marcou 21/17 e o Canadá pediu tempo. No bloqueio de Lucão, 23/18. Com ace de Maurício Borges, o Brasil fechou em 25/19.

A seleção brasileira abriu dois de vantagem logo no começo do set em 5/3. No bloqueio de Lucão, os donos da casa fizeram 7/5. A equipe de Renan Dal Zotto ainda abriu 9/6 e o técnico adversário pediu tempo. Em um potente ataque de Wallace, o Brasil marcou 10/7. Lucarelli fez 12/7. Com ponto de bloqueio de Maurício Souza, o placar foi a 14/8. O Brasil marcou 15/10. A vantagem esteve em quatro pontos em 18/14. A equipe brasileira seguiu com total domínio na reta final do set até fechar repetindo o placar do set anterior: 25/19.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Wallace, Lucão, Éder, Maurício Borges e Lucarelli. Líbero – Thales

Entraram – Renan, Lucas Lóh

Técnico: Renan Dal Zotto

CANADÁ – Sanders, Perrin, Maar, Vernon-Evans e Vigrass. Líbero - Bann

Entraram – Hoag, Derocco, Barnes

Técnico: Stéphane Antiga

ARBITRAGEM

1º árbitro – Vladimir Simonovic (Sérvia)

2º árbitro – Nasr Shaaban (Egito)

GALERIA DE FOTOS

http://2017.cbv.com.br/midia/galeria-de-imagens/item/28538-curitiba-pr---04.07.2017---liga-mundial---brasil-x-canada-.html

TABELA

Grupo J – Brasil, Canadá e Rússia

Grupo K – Sérvia, França e Estados Unidos

Dia 4 (terça-feira)

15h05 – Brasil 3 x 1 Canadá (jogo 55) (25/21, 17/25, 25/19 e 25/19)

17h40 – França 3 x 2 Estados Unidos (jogo 56) (27/25, 20/25, 26/24, 17/25 e 15/12)

Dia 5 (quarta-feira)

15h05 – Rússia x Canadá (jogo 57)

17h40 – Sérvia x Estados Unidos (jogo 58)

Dia 6 (quinta-feira)

15h05 – Brasil x Rússia (jogo 59)

17h40 – França x Sérvia (jogo 60)

Dia 7 (sexta-feira) - Semifinais

15h05 – 1º J x 2º K (jogo 61)

17h40 – 1º K x 2º J (jogo 62)

Dia 8 (sábado)

20h – Perdedor do Jogo 61 x Perdedor do Jogo 62

23h05 – Vencedor do Jogo 61 x Vencedor do Jogo 62 (FINAL)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do vôlei brasileiro


Parceiros Oficiais